Tênis: as diferenças entre os principais tipos de quadra

Por Luis Eduardo Nogueira

O sérvio Novak Djokovic experimenta a conhecida grama de Wimbledon (Imagem: globoesporte.com)

O sérvio Novak Djokovic experimenta a conhecida grama de Wimbledon (Imagem: globoesporte.com)

O tênis é praticado, majoritariamente, em três tipos diferentes de piso: Saibro, grama e a chamada quadra rápida (fast) ou dura. Isso pode não parecer novidade para quem acompanha, mas será que sabemos realmente quais são as diferenças entre cada uma das quadras?

Cadapiso consiste em materiais muito específicos: a grama não é uma grama qualquer, o saibro não é apenas uma “terra” e a quadra rápida não é um simples chão concretado. Por isso, é válido explicar, primeiramente, do que é composto cada tipo de piso.

O saibro é constituído de pó de tijolo. A grama da quadra deve ser sempre de uma espécie com o talo pequeno (geralmente a chamada ryegrass), podada a uma altura média de 8mm. Finalmente, a quadra rápida que é geralmente composta por um asfalto emborrachado, mas podendo variar, havendo quadras de madeira, por exemplo.

O tipo menos comum de quadra é o de grama, pois envolve uma grande e complicada manutenção, calçados especiais por parte dos tenistas e podas quase que diárias em certas épocas do ano, além da limitação das horas de uso devido à fragilidade da superfície. As quadras de saibro também requerem certa manutenção diária, porém mais simples – não há uma grande limitação das horas de uso. Em contraponto, as quadras rápidas, popularizadas pelos americanos a fim de evitar altos gastos, quase não exigem manutenção.

As principais diferenças entre os tipos de piso se dão devido ao atrito oferecido por cada um dos materiais que os compõem, seja com a bola ou com os pés dos jogadores. O atrito interfere no quanto a bola quica, na sua velocidade e no deslizamento dos atletas, fato que dá características marcantes e peculiares a cada uma das quadras.

Por conta destas características específicas de cada piso, determinados estilos de jogo são privilegiados em cada uma das quadras também; ou seja, há jogadores que alcançam um desempenho melhor em um determinado tipo de piso. Exemplificando: em uma situação onde a bola quica menos, jogadores mais baixos podem ter mais facilidade nas devoluções.

Os pisos

Imagem: Amanda Panteri/Comunicação Visual - Jornalismo Júnior

Imagem: Amanda Panteri/Comunicação Visual – Jornalismo Júnior

O saibro apresenta o maior atrito entre todos os pisos, o que resulta em um estilo de jogo mais lento, pois a bola, ao quicar, perde velocidade e sobe mais alto. Além disso, por conta das partículas do pó de tijolo, o saibro permite um grande deslizamento dos pés dos jogadores, o que pode ser benéfico em algumas situações, porém também causa escorregões em outras. Nesta quadra, os pontos são mais longos e beneficiam-se jogadores que preferem jogar no fundo da quadra. Alguns famosos torneios disputados nesse piso são Roland Garros e Monte Carlo, além dos que ocorrem no Brasil, como Brasil Open e Rio Open.

A quadra rápida/dura, como o próprio nome sugere, proporciona um jogo mais rápido devido à regularidade da superfície e menor atrito oferecido ao quique da bola. O estilo favorecido por este piso é o mais agressivo (por conta dos pontos serem mais rápidos). Além disso, jogadores mais altos também são beneficiados, pois, além da estatura privilegiada, conseguem se mover mais facilmente (sem os possíveis “escorregões” do saibro, por exemplo). Torneios como U.S. Open, Toronto e Cincinnati são disputados neste tipo de piso.

Apesar do nome da anterior, a grama é a quadra mais rápida do tênis, devido à superfície macia criada pelo piso. A bola apresenta um baixo quique e certo deslizamento (que causa irregularidade da trajetória). Pela velocidade do jogo na grama, jogadores de estilo agressivo são favorecidos, e pelo fato de a bola pingar pouco, jogadores muito altos podem ter algumas dificuldades. O famoso Wimbledon, torneio tradicional na Inglaterra, é jogado na grama.

Para a matéria foi consultado Luciano Cópia, proprietário da Academia de tênis Tella Tênis.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *